Você está satisfeito(a) com a administração Padre Franco?

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

BELA CACOAL É ACESSADA POR INTERNAUTAS DO MUNDO INTEIRO.

O Blog Bela Cacoal surgiu da necessidade de mostrar as belezas atuais da cidade de Cacoal e um pouco de seu passado. No final de 2006, tentei procurar algumas imagens de Cacoal na internet e percebi que poucas fotos foram postadas em sites. Caso a escola solicitasse do aluno algum trabalho mostrando a história de Cacoal por meio de imagens, a internet seria sempre a última opção. Foi aí que me surgiu a ideia de mostar o passado e o presente de Cacoal para todo o mundo. No futuro, devido o trabalho que venho fazendo, teremos uma variedade de imagens a mostrar.
O objetivo do site é mostra a imagem, e na medida do possível, fazer uma descrição do local em que cada foto for tirada. Não quero fazer do blog um recanto para escrever o que penso com palavras difíceis, e sim, numa linguagem clara e objetiva prestar um serviço de utilidade pública a qualquer pessoa que precisar de informações sobre a cidade. Sinceramente, preciso que o mundo inteiro continue acessando o bela Cacoal, e quando precisar postar alguma dessas fotos em outros sites, nunca esqueçam de dar os devidos créditos, informando o endereço do site. De maneira alguma altere as fotos ou retire a marca do BELA CACOAL impresso no rodapé delas.
Durante todo o tempo em que o site se manteve/mantém no ar (desde 2007), internautas do mundo inteiro tem acessado e confirido o que Cacoal tem de bom. Peço desculpas aos internautas pela minha demora em responder alguns emails. Como eu disse, na medida do possível, já que o trabalho aqui é feito por apenas uma pessoa, eu. Já dispensei ajuda de: entre aspas "colaboradores", uma vez que querem somente lucrar com um projeto que é simplesmente social.
O site é em formato de blog (BLOGGER) e assim não tenho que pagar por isso, é uma ferramenta vinculada ao GOOGLE, que oferece buscas rápidas para qualquer site buscador.
O Bela Cacoal é um trabalho independente, pois não está vinculado a nenhum órgão governamental ou particular da cidade. Algumas fotografias apresentadas no site estão com uma qualidade precária já que não obtive um melhor recurso para que fossem melhoradas.

Atualmente, o Bela Cacoal conta com uma câmera de melhor resolução, mas não é o suficiente para uma imagem 100% de qualidade.

Veja a estatística de visitas no site nos últimos três meses.

Quem visitou o site Bela Cacoal?
BRASIL 6.269
EUA 137
PORTUAGAL 102
ESPANHA 73
ALEMANHA 70
SUÍÇA 57
BOLÍVIA 35
ITÁLIA 29
JAPÃO 29
HOLANDA 23

Quais as palavras chaves mais usadas pelos internautas ao procurar por Cacoal?
FOTOS DE CACOAL
CACOAL SELVA PARK
SITIO DO NÉRIO
HOTÉIS EM CACOAL
AEROPORTO EM CACOAL
CUSTO DE VIDA EM CACOAL
SUPERMERCADOS EM CACOAL
IGREJAS DE CACOAL
HISTÓRIA DE CACOAL
PIONEIROS DE CACOAL
ENCHENTE EM CACOAL
EXPOAC
ATACADOS EM CACOAL

O site bela Cacoal teve nos últimos três meses uma média de 76 acessos por dia.

Obrigado pela visita e continuem acessando.

Por Elisandro Félix de Lima

domingo, 26 de setembro de 2010

CACOAL RECEBE VISITA DO JN NO AR – REDE GLOBO. JN NO AR NÃO MOSTRA O NOSSO CATUAÍ.

Caros admiradores do blog Bela Cacoal. A nossa cidade foi contemplada, no último dia 23, com uma reportagem do Jornal Nacional. O repórter Ernesto Paglia é o responsável por esse quadro que completou um mês ao passar por Cacoal. Paglia fez diversas coberturas importantes como: a greve dos metalúrgicos de São Bernardo do Campo, lideradas pelo então sindicalista, hoje nosso presidente, Luís Inácio Lula da Silva. Também acompanhou a primeira visita do Papa João Paulo II ao Brasil. Fez cobertura da copa da Espanha (1982), México (1986), Itália (1990), EUA (1994), Japão/Coréia (2002), Alemanha (2006), África do Sul (2010), Olimpíadas de 1992, 1996, 2008 e aos Jogos Panamericanos de 2007. Agora, Paglia registra no currículo uma passagem por Cacoal.
Cacoal foi apresentada a milhões de pessoas, como o próprio Willian Bonner relata no livro ‘Jornal Nacional Modo de Fazer’. “o jornal nacional é visto por muitos milhões de pessoas”. (BONNER, 2009, p.185).
EDIFÍCIO CATUAÍ - Rua Rio Branco, 2016 esquina c/ Av. Guaporé - proximidades: Praça Municipal - Cacoal-RO.

A população brasileira passa a conhecer um pouco mais sobre Cacoal. Uma cidade jovem e de jovens. Por ser um polo universitário recebe alunos de todas as regiões do Brasil e não somente de cidades vizinhas como foi dito na reportagem. Na questão agropecuária Cacoal tem seu ponto forte, e é também uma cidade comercial.
O Edifício Catuaí tem área total de 209,00 metros quadrados em um terreno com área de 1.600,00 metros quadrados.
O Edifício Catuaí possui 2 residências por andar; 16 pavimentos; 13 andares; 46 garagens coberta.

Um lado negativo mostrado pelo JN no ar foi em relação ao nosso estado. O abastecimento de água nas casas não chega à quase 62%, o que é o pior índice do Brasil. Em 95% das casas não tem acesso a rede de esgoto, o quarto pior no ranking brasileiro. Sobre Cacoal foi informado que o Hospital regional levou 20 anos para ser construído e que temos um outro iniciado com a ajuda da população, e que ainda falta muito dinheiro para ser concluído.
De qualquer forma, Cacoal se saiu bem, é uma cidade acolhedora. Porém, o Brasil não viu o nosso Edifício Catuaí.


Fonte: Informações do Edifício Catuaí . http://www.sub100.com.br/novo/ficha.php?ref=555174
Data das fotografias: 25/09/2010.
Por Elisandro Félix de Lima

terça-feira, 21 de setembro de 2010

FOTOS ANTIGAS DE CACOAL. A CIDADE QUE NASCEU NO SEIO DA FLORESTA EXUBERANTE.

Caros admiradores do "Bela Cacoal", bem que estava devendo a vocês imagens de nossa cidade em tempos de lactente da exuberante Floresta. Quando digo lactente, refiro-me a cidade que nasceste pequena e radiante, aquela aclamada de "Nova Terra" por povos vindos de terras distantes. Que me perdoe a inesquecível Creuci Maria Caetano Nunes, autora da mais bela poesia que é a letra do hino de nosso município, mas eu tive que parafrasear.

Cacoal foi contruída por gente anônima, gente que acreditou que esta terra fosse progressiva. Acertou aquele que não cruzou os braços e sacrificou a floresta exuberante. Do sacrifício surgiu o grande segredo secular "A nossa Amada Cacoal".

A cidade a que chamo de Bela Cacoal não foi projetada como outras que tem por aí. Ela foi criada por mãos de gente corajosa, pessoas anônimas que roçaram as primeiras ruas e construíram suas casas com pau a pique retirados da grande floresta.

Muitos dos anônimos que ajudaram Cacoal dar seus primeiros passos, já não podem contar a verdadeira história. Esses só podem ser lembrados com parte da história. E como forma de singela homenagem, peço permissão da grande escritora de nossa cidade, Lourdes Kemper, para mostrar algumas fotos que estão em seu livro - "Cacoal sua história sua gente".

Foto. Arq. Etelvino Muniz da Mota in: Kemper (2006, p. 194).

No início do ano de 2010, quando um alagamento tomou conta de várias ruas de Cacoal, fazendo com que muitas familias ficassem desabrigadas, nos fez recordar da grande enchente no final dos anos 70 (foto). É claro que eu não presenciei essa enchente. Porém, pude ver outras com uma proporção menor e que também as águas cobriram todas as pontes do rio Pirarara nos bairros Princesa Isabel e Floresta. Isso já foi no início dos anos 90. Vi as águas do rio Pirarara beirar a rodoviária dos colonos, vi também, casas totalmente inundadas e muita gente desesperada. Na época não tinhamos uma boa estrutura na corporação de Bombeiros e os regastes eram feitos por pequenos barcos a remo. Eu presenciei o desespero de muita gente. Pessoas que tinham perdido tudo. E perder tudo em uma época difícil como em 1992 era o caos. (Em 1992 a inflação era avassaladora).

Vista aérea da construção da Escola Fundação Bradesco (à frente) e do conjunto de casas populares BNH (ao fundo). Arq. da Escola Fundação Bradesco in: Kemper (2006, p. 63).

Para a geração que não conheceu uma escola no meio do nada, trago a vocês o que é acreditar no progresso de uma cidade. O que avistamos na foto acima? Somente a escola Fundação Bradesco e ao fundo as casas construídas pelo programa BNH, no bairro Nova Esperança. Quem diria que hoje (2010), pudessemos avistar diversas casas ao lado dessa escola. O bairro Cristal do Arco-Íris (foto) é hoje totalmente ocupados por belas moradias. No bairro Nova esperança, são poucas as casas que ainda conservam sua primitividade. Ainda, podemos ver que a avenida Malaquita tinha seu cordão umbilical dessepado pelo pequeno igarapé que nasce no bairro Novo Horizonte e desemboca no rio Tamarupá. Como se fosse hoje, posso lembra de quando tinha meus sete anos (1987), atravessávamos esse riacho por uma simples ponte de madeira feita somente para suportar pessoas. Acredito que as medidas não passariam de um metro e meio de largura. Do outro lado da avenida Malaquita (bairro Novo Horizonte e Novo Cacoal), podemos ver somente algumas casas no meio do mato.

Sede da subprefeitura na Avenida São Paulo - dezembro de 1975. Arq. Josefa Repiso Duarte in: Kemper (2006, p. 58).

Com a chegada de muita gente nos anos 70, ainda, no início dessa década, Cacoal precisou de uma sede Administrativa. E assim se fez. A sede da subprefeitura que antes era na avenida dois de junho deu espaço a um novo prédio (foto), agora na avenida São Paulo. Porém, meses depois, toda essa estrutura veio abaixo, ocasionado pela explosão de um botijão de gás. Fato ocorrido no dia 16 de janeiro de 1976. (KEMPER, 2006).
E a foto mostra algumas pessoas que contribuiram com a nossa história. A história da cidade de Cacoal. Pessoas que acreditaram no progresso, não tiveram medo de errar, e assumiram a responsabilidade de organizar melhor a cidade e abrigar aqueles que aqui chegavam.

Inauguração da Agência do Banco Bradesco, na avenida Porto Velho. Arq. Anivaldi Perdoncini in: Kemper (2006, 59).

O Banco do Bradesco S.A teve sua inauguração, na então, Vila de Cacoal no dia 25 de março de 1977. Uma agência neste lugar era necessário, uma vez que para se realizar alguma operação de crédito o lugar mais próximo era Ji-Paraná.

Fico aqui imaginando o quanto foi difícil para os primeiros comerciantes que aqui chegaram naquela época. Se sentiam inseguros com os valores recebidos durante o dia. E a agência do Banco Bradesco veio para dar maior confiança à aqueles que precisavam poupar para aqui mesmo investir.

Caminhão pau de arara chegando em Cacoal. Arq. Gelson Genuíno Borba in: Kemper (2006, 48).

Pessoas como essas (foto) foram as primeiras a demarcarem seus próprios lotes urbanos.
Migrantes em caminhões paus de arara que passavam pela BR 364 (ainda não asfaltada), ao avistarem inúmeros barracos ao longo do grande estradão paravam, apenas, para uma conversa. Maravilhas desse lugar eram contadas por aqueles que aqui já estavam. E assim, ao ouvirem, eram atraídas pelo magnetismo da terra fértil e amiga.

Leiam também: Cacoal Sua História Sua Gente de Lourdes Kemper.

Por Elisandro Félix de Lima

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

BR 364, Marginal Castelo Branco em Cacoal

Cacoal não é uma cidade projetada, nasceu e cresceu pelo desempenho daqueles que acreditaram nessa terra progressiva, e hoje és a bela Cacoal, considerada a princezinha da BR 364.


COMUNICADO

Não solicitamos autorização de terceiros para a publicação de conteúdo neste blog. Caso alguém discorde de alguma publicação, entre em contato pelo e-mail amigoderondonianota10@hotmail.com e solicite, com justificativa, a exclusão do material.